Goiânia - Foto & Jornalismo
Goiânia/GO

A primeira impressão é de uma pacata cidade do interior, com parques arborizados e avenidas largas, mas é só chegar perto da data de um dos vários festivais, que Goiânia se transforma. Um dos principais eixos turísticos da capital goiana, sejam religiosos, musicais ou empresariais, os eventos sempre atraem visitantes de todas as regiões do país. Localizada no Planalto Central, mesmo não estando no ranking dos destinos mais procurados, a cidade além da infraestrutura também oferece ótimas opções de compra.Seja lá qual for o motivo da sua passagem pela cidade, vale a pena reservar alguns dias  para  quem quer conhecer mais do nosso Brasil ! 

Irmã mais velha de Brasília, foi fundada na década de 30 em estilo art déco, sendo o segundo maior acervo a céu aberto do mundo. É possível notar a forte influência francesa não só na arquitetura mas também em seu projeto urbano, que segue o modelo de Versailles. Os 22 imóveis públicos tombados pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) estão por toda a cidade, mas uma parte deles pode ser admirado na Praça Cívica, marco zero, onde funciona até hoje o Palácio das Esmeraldas, sede do governo do estado (desde 1.937). Junto à outros prédios, o Monumento às Três Raças (oficialmente chamado Monumento à Goiânia) dá um toque de classe na arquitetura da região central.

Com 1,5 milhão de habitantes a cidade tem 26,72 m2 de área verde/pessoa sendo considerada a 4ª melhor região metropolitana em bem estar urbano (índice IBEU) e também está entre as primeiras capitais com maior potencial econômico e populacional, segundo pesquisa do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia. Desde sempre a cidade evoluiu com sustentabilidade, implantando políticas de preservação e otimizando todos os seus recursos. Com essa herança, investiu em áreas verdes e de lazer. Ao todo são 39 parques na cidade, cada um com sua característica e que em sua maioria possuem lagos. Vale ressaltar que o planalto central é o reservatório de água do Brasil, abrigando 60% das nascentes dos principais rios brasileiros. Aliados ao clima quente e seco, favorece a prática de esportes e caminhadas, elevando a qualidade de vida a níveis altíssimos.

Goiânia/GO

Muito parecida com a mineira, a gastronomia goiana tem no pequi um sabor único dentro da culinária brasileira. Fruto de uma árvore do Cerrado, está presente do pastel aos pratos mais requintados e pode ser facilmente encontrado. No Setor Marista, a Vila Madalena de Goiânia, você pode escolher entre as diversas opções de bares e restaurantes, dos mais típicos, geralmente bem servidos e saborosos com atmosfera caipira, aos mais moderninhos com ambientes sofisticados e cardápio contemporâneo. A pamonha, presente em várias culturas do Brasil, ganha versões recheadas doces e salgadas. As comidas de rua, o empadão goiano “super size” e a jantinha, combo de espetinho de carne e acompanhamentos, são iguarias altamente recomendadas para quem quiser se alimentar sem gastar muito.

Outra atração imperdível é o Museu Memorial do Cerrado, complexo científico da PUC-Goiás, inaugurado em 1999 criado especialmente para fins educativos. Formado por espaços que retratam as diversas fases históricas, oferece uma imersão cultural e viagem no tempo para quem quer conhecer as tradições goianas. Além de abrigar enorme acervo sobre a fauna, flora e minerais, a cidade cenográfica é uma réplica fiel de vilarejos, quilombos e tribos indígenas que povoaram a região.

Agora se você é do tipo que não perde uma promoção, vai se perder no mundo de lojas e barracas de roupas que vão do chique ao básico. Segunda maior atividade é o turismo de compras. A partir dos anos 80 teve um boom das confecções locais e de lá pra cá a cidade vem se preparando para se tornar o maior polo de moda da América Latina, aos moldes do Brás e 25 de Março. O movimento é tamanho que também tomou conta das feirinhas de artesanato. O Shopping Mega Moda existe desde 2012 e hoje é o maior shopping atacadista no Brasil, com mais de mil lojas. O complexo foi construído em etapas até se tornar “mega” e vem se aperfeiçoando para atender as demandas do mercado em constante expansão. São 2 pisos de lojas com um fluxo médio de 700 mil pessoas/mês, chegando a mais de 1 milhão no final do ano. Outro ponto de referência é o comércio da Rua 44, que também oferece preços e estilos para todos os bolsos e gostos.

Goiânia/GO
Goiânia/GO

Para os mais aventureiros, vale fazer uma simulação de queda livre dentro do comando de operações especiais do exército. A Unidade abriga 7 batalhões com atividades de treinamento militar, dos quais a experi&eci rc;ncia no túnel do vento é aberta ao público nos finais de semana, sob agendamento e pagamento de taxa. Cada sessão dura 2 minutos, tempo estimado que o paraquedista tem de queda livre, com direito a repeteco; o visitante recebe instruções e faz um preparo para a sessão, onde o vento pode chegar até a 290 km/h. Durante a semana o túnel serve para treinamento e capacitação dos militares, um dos poucos no Brasil. Fortemente indicado para quem gosta de adrenalina. Sem sofrência, os adeptos do sertanejo fazem de Goiânia sua Meca. A cidade tem uma agenda de shows e festivais que dura o ano todo, entre eles o principal é o Villa Mix. O maior festival de música sertaneja do país acontece  anualmente entre Junho e Julho. Apesar da programação eclética, com a realização de shows de música alternativa e eletrônica, o sertanejo é o forte, trazendo divisas e diversos à cidade.

Goiânia/GO

Volte sempre

Além de Goiânia, o estado tem muito a ser explorado. Com toda essa riqueza natural, o interior nos remete a Goiás do passado mas com toda infraestrutura moderna de serviços, sem perder a hospitalidade e conforto. O forte apelo religioso, torna alguns lugares especiais, como em Trindade a 16 km de Goiânia. Conhecida como capital da fé, recebe romeiros de todo o mundo e oferece roteiro turístico religioso, como a Basílica do Divino Pai Eterno e a Igreja da Matriz. As romarias chegam a reunir 3 milhões de pessoas, só ficando atrás de Aparecida do Norte. E a pequena Pirenópolis, tombada como patrimônio nacional conserva seu aspecto antigo, cercada de morros e cachoeiras. Seu nome provém da 'Serra dos Pirineus' que circunda a cidade. Segundo a tradição recebeu este nome por influência de imigrantes espanhóis que a batizaram por saudosismo ou identidade em homenagem aos Pirineus, cadeia de montanhas entre Espanha e França. É onde acontece a Festa do Divino, essencialmente cristã mas que incorpora várias manifestações folclóricas como a congada e as pastorinhas, mas são os mascarados e os cavaleiros os personagens mais característicos. As Cavalhadas de Pirenópolis completaram 200 anos; vinda de Portugal em 1826 simboliza a histórica luta entre o imperador romano Carlos Magno contra os mouros. A encenação dos cavaleiros acontece no campo das cavalhadas, arena multiuso inaugurada em 2006, aberta ao público durante os três dias de festividade. No local também acontece premiação do Mascarado. No passado, escravos usavam máscaras para poderem participar da festa, e hoje se tornaram uma atração a parte. Além de ser reconhecida por suas tradições regionais a cidade é muito bem servida de cachoeiras, quase todas em propriedades particulares, que cobram taxa de entrada que variam de acordo com a infraestrutura que oferecem.

Pirenópolis/GO
Trindade/GO

A jornalista viajou a convite da rede de hotéis IHG e da Avianca Brasil, com o apoio da  Agência Municipal de Turismo Eventos e Lazer de Goiânia